Hospital em Sintra, fanfarronices e providência cautelar: é obra!

 

Nenhum dos partidos que governaram nas últimas décadas Sintra, está isento de responsabilidades políticas e fora da suspeição por não terem enfrentarem os negócios da saúde privada,  no que concerne à não existência de um hospital para a população do concelho. Por outro lado, o absurdo da anunciada apresentação de uma providência cautelar com a intenção de impedir a construção de um pólo hospitalar, só tem paralelo com o slogan dos 12 anos em que nada foi feito, e pode virar o feitiço contra o feiticeiro.

hospital-em-sintra-fanfarronices-e-providencia-cautelar-e-obra

Antes do hospital, e como disse o Ministro, desmentindo o actual Presidente de Câmara* que exigia um hospital em Sintra, e ameaçava o governo com conflito no caso da resposta ser negativa**, importa reforçar os Centros de Saúde tendo em conta a localização geográfica e, acrescento, o apetrechamento humano e técnico dos mesmos, o núcleo de valências, em articulação com os serviços que só um hospital pode prestar. E se, numa primeira fase, for concretizado o pólo hospitalar anunciado pelo Ministro, que o seja, mas que se mantenha a construção do hospital como meta e, muito menos, não se mascare a realidade. Um pólo não é um hospital e este devia de ser, há décadas, um dos objectivos nucleares de qualquer boa governação para Sintra.

Pelos vistos não é este o entendimento do candidato-dependente em comissão de serviço pelo PS que, depois de exigir um hospital em Sintra, depois de ser desmentido pelo Ministro, cria uma nova tipologia de hospitais, os hospitais não tradicionais, contradizendo-se e comprometendo o que diz o PS, ao afirmar que um hospital deste tipo(tradicional) não “tinha lógica” em Sintra**. Mas afinal Basílio Horta e o PS defendem um hospital em Sintra – aquele até ameaça, numa tirada de fanfarronice política, o governo com conflitos-, ou “a obra” fica pelo pólo hospitalar, porque é mais lógico?

Propagandear que a culpa de não haver hospital no concelho foi dos “12 anos sem obra”, é uma forma de branquear as responsabilidades (políticas e outras) do partido dos propagandistas que também estiveram, e estão à frente dos Executivos autárquicos.  Por outro lado, ameaçar com providências cautelares para impedir a construção do pólo hospitalar, é um direito legítimo que se vai voltar contra os autores e apoiantes da mesma, porque os eleitores não iriam perceber o que motivava a acção. Mais: a concretizar-se, será um grande favor à recandidatura de Basílio Horta pois, se a providência vier a ser acolhida, este terá um bom motivo para dizer que o hospital só não avançou, porque a providência cautelar o impediu…

 

 

João de Mello Alvim

 

 

*   “Não é um novo hospital, como o senhor presidente da Câmara de Sintra referiu (…)”um pólo do Hospital Amadora/Sintra [Hospital Fernando da Fonseca], sem internamentos e muito parecido ao modelo do hospital do Seixal”, Adalberto Campos Fernandes, Ministro da Saúde, Diário de Notícias, 6 de Novembro.

 

**  “É tempo de se fazer um hospital em Sintra. Não apenas no Seixal e em Évora, mas aqui!”, sublinhou Basílio Horta. “A nossa população não pode continuar a ser condenada a estar horas e horas na urgência do Amadora-Sintra e a ser deslocada para Cascais sempre que há um problema”, constata o presidente da Câmara, que pretende “centralizar um hospital em Sintra.”, Sintra Notícias, 19 e Outubro (ler notícia completa em: http://sintranoticias.pt/2016/10/19/ultima-hora-basilio-horta-exige-do-governo-construcao-hospital-sintra/

*** “É um hospital, não é um hospital tradicional, nem tinha lógica, porque já há o Amadora-Sintra e o de Cascais vai ser Cascais-Sintra”, Basílio Horta, Observador, 7 de Novembro

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s